QUEM SOMOS

Em operação desde 2013, a BTP vem se destacando como um dos principais operadores portuários do país. Com a cultura da sustentabilidade e segurança das pessoas e cargas em seu DNA, a empresa une importantes diferenciais competitivos que permitem resultados de altos níveis em suas operações. A excelência dos seus serviços foi confirmada com a garantia das certificações de Operador Econômico Autorizado (OEA) e de seu Sistema de Gestão Integrado (SGI – NBR ISO 9001:2015, NBR ISO 14001:2015 e OHSAS 18001), reconhecidas internacionalmente.

Localização privilegiada e atendimento de rotas para todo o mundo são algumas das principais características do terminal que é resultado da joint-venture entre dois reconhecidos grupos de operadores portuários, a APM Terminals e a Terminal Investment Limited (TIL) – líderes do mercado mundial de movimentação de contêineres.

O terminal de movimentação de contêineres está estrategicamente localizado na margem direita do Porto de Santos, em uma área projetada de 490 mil m², e tem capacidade de movimentação anual de até 2,5 milhões de TEUs.

Por mais de cinco décadas, o local onde o terminal está instalado foi considerado um dos maiores passivos ambientais do Estado de São Paulo, e o maior em área portuária do país. A partir de novembro de 2009, a BTP iniciou o processo de remediação ambiental do terreno, com a conclusão dos trabalhos em março de 2012.

O investimento inicial no empreendimento foi de US$ 800 milhões, e a inauguração oficial do terminal aconteceu em novembro de 2013.

BTP já possui em seu quadro mais de 1.300 colaboradores diretos, para tanto, investe, constantemente, em treinamento e qualificação profissional, sendo um dos únicos terminais do país com um centro de treinamento operacional próprio, dispondo de um dos mais modernos simuladores em área portuária do mundo.

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

A BTP acredita no potencial de seus colaboradores. Por isso, no início do projeto do terminal, além de adquirir um dos mais modernos simuladores do mundo, inaugurou seu próprio centro de treinamento operacional, o CTO – que administra reciclagem de operadores, treinamentos periódicos, formação de novos operadores e revisão constante de todos os procedimentos de segurança relacionados às operações dos equipamentos.

Em 2012, a BTP, o Ogmo e o Cenep firmaram acordo para treinar e habilitar gratuitamente a mão de obra na região para operar equipamentos portuários – portêineres e transtêineres, por meio da metodologia Maersk Training Brasil.

Essa parceria possibilitou o desenvolvimento individual para a promoção da multifuncionalidade do profissional e o incremento da oferta de operadores altamente qualificados na região. No total, foram oferecidas 300 vagas aos candidatos.

BTP EM NÚMEROS

  • Área projetada de 490 mil m²

  • Capacidade de movimentar até 2,5 milhões de TEUs por ano

  • 1.108 m de cais acostável

  • Berços projetados para profundidade de até 17 metros

  • 8 portêineres (STS)

  • US$ 800 milhões de investimento inicial no projeto

  • 26 transtêineres (RTG)

  • 40 terminal tractors

  • 16 Gates de entrada e saída, sendo dois para cargas com excesso

  • Ampla área de pré-posicionamento para caminhões

  • R$ 257 milhões investidos na remediação ambiental da área do terminal

EVOLUÇÃO DAS OBRAS